Com o tempo

Fichem os autografados, fechem os portões. Sejam todos sem hábito ou direções. Que se pode dizer da astúcia? Que se pode falar da maldade? Nada se encontra a uma distância tão longe assim do tempo. Sintomático. Revelento. Crisianálico. Encrescimento. Desordenado com rendimento ótimo. Senhordenado a matar o tempo.

Aflige os ossos. Esquenta o chão. Varredor de ventos.
Flutua a dor no ar do tempo.
Acuador no espaço, do lado onde anseio Ungüento.

Das casas loucas. Dos postes pálidos. Das ruas soltas. O padre fausto.
De antemão. De perrastejo. Com gratidão. Ambi-desejo.
Separem pernas. Curtêem o pasto. Com saque; velas e candelabros.
Às mãos, não mais. Ao chão. Não volta. Traz.
O fim, descala. Assim, se cala. Confuso. Indistinto.
Estômagos. Famintos por sede humana. Falidos pela gana. E nada mais…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: