Com o tempo

27 11 2007

Fichem os autografados, fechem os portões. Sejam todos sem hábito ou direções. Que se pode dizer da astúcia? Que se pode falar da maldade? Nada se encontra a uma distância tão longe assim do tempo. Sintomático. Revelento. Crisianálico. Encrescimento. Desordenado com rendimento ótimo. Senhordenado a matar o tempo.

Aflige os ossos. Esquenta o chão. Varredor de ventos.

Flutua a dor no ar do tempo.

Acuador no espaço, do lado onde anseio Ungüento.

Das casas loucas. Dos postes pálidos. Das ruas soltas. O padre fausto.

De antemão. De perrastejo. Com gratidão. Ambi-desejo.

Separem pernas. Curtêem o pasto. Com saque; velas e candelabros.

Às mãos, não mais. Ao chão. Não volta. Traz.

O fim, descala. Assim, se cala. Confuso. Indistinto.

Estômagos. Famintos por sede humana. Falidos pela gana. E nada mais…

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: